Siga nossas Redes
'
');

POLICIAL

Dentista é preso suspeito de estuprar e assediar funcionárias e pacientes em Linhares

Publicado

em

DIVULGAÇÃO TJES

A Polícia de Linhares prendeu, nesta quinta-feira (18), um dentista, de 43 anos, suspeito por praticar os crimes estupro e assédio, que teriam sido cometidos contra recepcionistas e pacientes entre os anos de 2020 e 2022 em Linhares, no Norte do Espírito Santo. 

O suspeito, Fadi Mohamad Abou Hemine, foi detido pela equipe da Delegacia Especializada de Proteção à Criança, ao Adolescente e ao Idoso (DPCAI), no consultório dele, no Centro de Linhares. Segundo a Polícia, ao menos sete denúncias já foram feitas.

De acordo com a delegada Silvana Paula Castro, as vítimas relataram que o investigado as submetia ao constrangimento.

“Ele fazia cantadas durante o atendimento, passadas de mãos no corpo, seios, em suas partes íntimas, sempre após procedimento que precisava utilizar anestesia, o que impossibilita às vítimas de falar ou gritar. Além disso, o investigado, para algumas vítimas, mostrou suas partes íntimas e seu órgão genital”, contou a delegada Silvana Paula Castro.

Uma das vítimas chegou a comentar sobre os abusos sofridos. Confira:

“Eu estava com os braços cruzados e, assim que ele colocou a anestesia, ele descruzou os meus braços, e disse ‘não precisa cruzar os braços, não, pode ficar tranquila’. Nisso ele começou a passar a mãos em meus seios, apertar os meus seios. Aí eu tentei gritar para meu marido me escutar, mas não consegui pelo fato da anestesia ter sido na minha boca, e ele falou ‘não precisa gritar para o seu marido, não. Ele está ali fora. Não vou fazer mais nada com você”’, disse a vítima.

Conforme relata as investigações, ficou comprovado que o suspeito também assediava as recepcionistas e que estuprou algumas ao submetê-las a práticas de atos libidinosos, por meio de ameaças e violência. Algumas vítimas têm medo de que o investigado seja solto e sofreram represália pela denúncia.

Outras denúncias

Além das sete denúncias recentes de assédio e estupro, o dentista é investigado em outros casos, um de violência doméstica contra a companheira dele.

O suspeito também é investigado por ter feito cantadas e até molestado uma jovem que, na época dos abusos, tinha 15 anos. A Polícia informou que a adolescente sofreu os abusos durante dois anos.

A delegada disse ainda que existe outra vítima, uma ex-funcionária. Ele a cantava constantemente e realizava importunação sexual contra a vítima.

A Polícia encaminhou o dentista à Delegacia Regional de Linhares, onde foi dado cumprimento do mandado de prisão preventiva, para ser levado ao sistema prisional.

Ainda no curso das investigações e após a prisão, na última sexta-feira (19), outras duas mulheres, que se apresentaram como vítimas do dentista, fizeram novas denúncias contra o profissional.

A defesa de Fadi Mohamad Abou Hemine disse que o processo está tramitando sob segredo de justiça.

“O acusado está colaborando com as investigações e buscará comprovar que os fatos que lhe são imputados não condizem com a realidade”, afirmou o advogado de Hemine, Júnior Mendonça.

Publicitário, acadêmico de Direito e redator do Portal de Notícias O Singular. Escrevo notícias de diversas categorias, como: Geral, Política, Fé e de utilidade pública.

Continue Lendo
Advertisement

SEJA UM AGENTE DA INFORMAÇÃO

[email protected]

 (27) 99257-7565

Participe do nosso site enviando sugestões de conteúdo, fatos e os acontecimentos registrados por você. Seja um agente da informação! Seja diferente, seja Singular!

Advertisement

MAIS LIDAS