Siga nossas Redes
'
    ');

    GERAL

    Último eclipse total da Lua em 2022 será nesta terça; saiba como ver

    Publicado

    em

    Foto: Thiago Soares/Folha Vitória

    Na manhã desta terça-feira (08), haverá um eclipse total da Lua, mas o fenômeno não será visível em todo o Brasil. Apenas observadores que vivem na parte mais a oeste do país conseguirão ver o eclipse parcial, com o satélite já se pondo. E somente no extremo Oeste do Acre será visível como total por apenas poucos minutos, também com a Lua já se pondo. 

    As informações são do Observatório Nacional (ON) que, inclusive, vai fazer uma live em seu canal do Youtube a partir das 5h30 da manhã (horário de Brasília) para mostrar o eclipse em todas as suas fases, em tempo real, fazendo a retransmissão de canais oficiais que estão localizados onde o eclipse será visto plenamente, dependendo apenas das condições climáticas.

    A live faz parte do projeto “O Céu em sua Casa: observação remota”, que há mais de dois anos mostra o céu ao vivo, em tempo real, através de telescópios de parceiros espalhados pelo Brasil e pelo mundo.

    Conforme explica a astrônoma e gestora da Divisão de Comunicação e Popularização da Ciência (DICOP) do ON, Josina Nascimento, os eclipses lunares ocorrem quando o satélite entra na sombra da Terra. 

    Há dois tipos de sombra: a umbra, a sombra escura que não recebe nenhuma luminosidade do Sol e a penumbra, que é a sombra clara que ainda recebe luminosidade do Sol.

    “Quando a Lua entra na penumbra, temos o eclipse penumbral e quando entra na umbra temos o parcial. Quando a Lua está totalmente dentro da umbra temos o eclipse total. Todo eclipse total passa pelas fases penumbral e parcial, tanto antes quanto depois da fase total”, explica Josina.

    Ainda segundo a astrônoma, no eclipse total, a lua adquire uma cor avermelhada. Isso ocorre porque mesmo totalmente mergulhada na umbra (a sombra escura da Terra), a Lua ainda recebe a luz do sol de forma indireta através da atmosfera terrestre.

    “A luz branca do Sol penetra na atmosfera e a parte azul e violeta são dispersadas pelos gases atmosféricos e as cores mais próximas do vermelho conseguem passar mais facilmente”, diz Josina.

    O eclipse total da Lua vai ocorrer na manhã do dia 8 de novembro. O início da fase penumbral será às 5h02 (hora de Brasília) e nesse horário a Lua já estará abaixo do horizonte para a faixa leste do Brasil. 

    Uma segunda faixa do Brasil, que inclui Sul, grande parte do Sudeste e Centro-Oeste, estará vendo a Lua (quase se pondo) em toda a fase penumbral, mas não se percebe diferença em sua luminosidade nessa fase.

    A fase parcial começa às 6h09 e será visível no Amazonas, Acre, grande parte do Pará, Amapá, Rondônia, Roraima, parte do Mato Grosso e parte do Mato Grosso do Sul. Quanto mais a oeste, maior será a cobertura da Lua nessa fase parcial.

    A fase total terá início às 7h17 e será visível somente no extremo oeste no Acre. O máximo do eclipse ocorrerá às 7h59 e a fase total terminará às 8h42. O fim do eclipse parcial será às 9h49 e o fim do penumbral às 10h50.

    “Diferentemente do eclipse do Sol, o eclipse da Lua é visto por todos que estão vendo a Lua. Em geral, qualquer pessoa no lado noturno da Terra no momento do eclipse pode vê-lo. Ocorre que para nós a Lua já terá se posto ou estará se pondo no decorrer do eclipse. Somente no extremo oeste é que será visto como total e mesmo assim com a Lua se pondo e por poucos minutos”, esclarece Josina.

    O eclipse será visto como total na parte nordeste da Europa, na Ásia, Austrália, na América do Norte e na América Central, na parte noroeste da América do Sul, nos oceanos Pacífico Atlântico e Índico e no Ártico.

    Ver a maioria dos eclipses lunares requer pouco esforço – os eclipses parciais e totais da Lua são muito fáceis de ver, desde que se tenha uma visão clara da Lua e do céu. Não é necessário ter nenhum equipamento especial para visualizar um eclipse lunar. Mas se a pessoa tiver um binóculo ou um telescópio conseguirá ver as características da Lua durante o eclipse.

    O próximo eclipse total da Lua vai ocorrer somente na noite de 13 para 14 de março de 2025 e será visto por todo o Brasil. 

    O TEXTO É DO FOLHA VITÓRIACom informações do Observatório Nacional 

    Publicitário, acadêmico de Direito e redator do Portal de Notícias O Singular. Escrevo notícias de diversas categorias, como: Geral, Política, Fé e de utilidade pública.

    Continue Lendo
    Advertisement

    SEJA UM AGENTE DA INFORMAÇÃO

    portaldenoticiasosingular@gmail.com

     (27) 99257-7565

    Participe do nosso site enviando sugestões de conteúdo, fatos e os acontecimentos registrados por você. Seja um agente da informação! Seja diferente, seja Singular!

    Advertisement

    MAIS LIDAS