Siga nossas Redes
'
');

Esporte

Fora do pódio: Brasil se despede do vôlei de praia em Tóquio

Publicado

em

Os brasileiros Alison e Álvaro Filho perderam em Tóquio para dupla da Letônia

Alison Cerutti e Álvaro Filho foram eliminados pela mesma dupla da Letônia que tirou da competição Bruno Schmidt e Evandro

Fora do pódio. O Brasil não terá medalha no vôlei de praia, pela primeira vez na história dos Jogos Olímpicos. Alison Cerutti e Álvaro Filho foram eliminados pelos letões Edgars Tocs e Martins Plavins, na noite desta terça-feira (3).

Últimos representantes do país no vôlei de praia em Tóquio, Alison e Álvaro perderam por 2 sets a 0, com parciais de 21/16 e 21/19.

A disputa começou bastante uniforme, o Brasil ficou à frente no placar, chegou a 11 a 9 em bloqueio de Alison. Mas, cedeu a virada para o time da Letônia por 14 a 12, com três ataques para fora do Mamute.

A estratégia dos adversários de sacar em Alison deu certo. Uma reação que visivelmente desequilibrou nossos atletas possibilitando uma sequência de erros. Em seguida, não se viu a retomada de energia e entrosamento esperada para o segundo set dos brasileiros. Enquanto a confiança dos letões crescia. Assim, a partida terminou com toque de Mamute na rede.

Às vezes, nada dá certo no esporte. Prata em Londres-2012 e ouro na Rio-2016, Alison Cerutti era tido como uma das maiores esperanças de medalha para o vôlei de praia brasileiro.

Em contrapartida, os letões Tocs e Plavins, que também eliminaram Bruno Schimdt e Evandro, disputam a semifinal com Anders Mors e Christian Sorum. Os noruegueses foram campeões do Circuito Mundial de 2018 e 2019.

Fora do pódio

Desde que a modalidade entrou nos Jogos, em 1996, o vôlei brasileiro conquistou 13 medalhas nas areias. Entre homens e mulheres, temos três ouros, sete pratas, três bronzes e dois quarto lugares nas Olimpíadas. Em quantidade, as 13 medalhas deixam o país no topo da lista histórica da modalidade.

Essa é a primeira vez que o Brasil fica fora do pódio. Além de Alison e Álvaro, a participação brasileira no vôlei de praia em Tóquio também contou com Bruno Schmidt/Evandro, Ana Patrícia/Rebecca e Ágatha/Duda.

Ciclo olímpico

Após o jogo, Mamute afirmou que estar na quarta olimpíada a Alison “Só vou continuar no ciclo olímpico se for competitivo”, afirmou o capixaba Alison após eliminação em Tóquio.

Depois que deixou a quadra, completou: “o primeiro a saber sobre meu futuro vai ser o Álvaro, em segundo vai ser minha equipe. Eu só vou continuar no ciclo olímpico se for competitivo, como fui nesses Jogos. Se não, não vou queimar a minha história só para vir para mais uma edição, para dizer que vim na minha quarta Olimpíada. Minha chama está acesa, mas agora não posso responder. Estou muito feliz pelo que nós fizemos, nossa história, pelo que esse cara fez por mim e vamos rir muito de tudo ainda”, contou o atleta de 35 anos.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement

SEJA UM AGENTE DA INFORMAÇÃO

[email protected]

 (27) 99257-7565

Participe do nosso site enviando sugestões de conteúdo, fatos e os acontecimentos registrados por você. Seja um agente da informação! Seja diferente, seja Singular!

Advertisement

MAIS LIDAS