Siga nossas Redes
'
');

POLICIAL

Jonas Soprani: Justiça mandou prender vereador que está foragido, diz delegado

Waldeir de Freitas é acusado de ser o mandate do crime que matou o Soprani. Defesa nega.

Publicado

em

Vereador suspeito de mandar matar ativista é preso em BH

A justiça mandou prender o vereador de Linhares, Waldeir de Freitas Lopes, sob a suspeita de mandar matar o ativista político Jonas Soprani, em junho de 2021.

O mandado de Prisão preventiva ocorreu nesta terça-feira (03), pela 1ª Vara Criminal de Linhares. A Secretaria de Estado da Justiça do Espírito Santo (Seus) informou que o vereador não deu entrada em nenhuma unidade prisional do Estado.

FORAGIDO?

Em conversa com o Delegado da 16ª Delegacia Regional de Linhares, Tiago Cavalcante, a informação é que, até às 11h desta quarta, o vereador estaria foragido da justiça, por isso não estaria preso, tão pouco teria sido encaminhado para algum presídio.

“O Ministério Público representou, através de um recurso, o juiz deferiu e expediu um novo mandado de prisão, mas ele não foi preso ainda não, está foragido”, disse o Delegado Tiago Cavalcante.

DEFESA ALEGA INOCÊNCIA E NÃO CONCORDA COM A PRISÃO

O representante legal de Waldeir afirmou que segue trabalhando para provar a inocência do seu cliente. Ele disse ainda que não pode passar detalhes sobre o caso. De acordo com a defesa do vereador, Leandro de Freitas, o processo corre em segredo de Justiça.

No entanto, Leandro disse que respeita os autos do processo, mas acredita que “a prisão não é necessária”. “Iremos protocolar um pedido de Habeas Corpus”, informou o Advogado.

O CASO

Jonas Soprani, conhecido ativista político e candidato a vereador no município de Linhares no ano de 2020, morreu assassinado dentro de um bar no bairro novo Horizonte. O homicídio aconteceu na noite do dia 23 de junho. Socorrido com vida, Jonas, não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no Hospital Rio Doce.

Durante o socorro, Jonas estava consciente e disse a polícia não saber quem teria disparado contra ele.

A polícia prendeu, pouco menos de um mês após o ocorrido, no dia 20 de Junho, dois suspeitos de terem participado da execução de Jonas. Os suspeitos são os irmãos gêmeos, Cosme Damasceno e Damião Damasceno.

SAIBA MAIS – Suspeitos de matar Jonas Soprani são presos em Cariacica

O terceiro suspeito apontado de ter participado do crime foi o vereador Waldeir, apontado como o mandante, conforme informou a Polícia Civil.

O vereador foi preso em Belo Horizonte (MG), local onde participava de um curso.

Redator do portal de notícias O Singular, com informações em matérias policiais, do cotidiano e de assuntos Políticos.

Continue Lendo
Advertisement

SEJA UM AGENTE DA INFORMAÇÃO

[email protected]

 (27) 99257-7565

Participe do nosso site enviando sugestões de conteúdo, fatos e os acontecimentos registrados por você. Seja um agente da informação! Seja diferente, seja Singular!

Advertisement

MAIS LIDAS