Siga nossas Redes

GERAL

Eventos poderão ter até 600 pessoas a partir de agosto no ES

Publicado

em

A nova regra, bastante significativa para o setor de entretenimento, passa a valer a partir de agosto

Eventos poderão ter até 600 pessoas, a partir do dia 1º de agosto. O anúncio feito na noite da última sexta-feira (16) pelo governador Renato Casagrande (PSB), foi bastante comemorado por profissionais do setor de entretenimento. Isso porque representa o dobro da capacidade até então permitida em casamentos, aniversários ou qualquer outro evento.

Eventos poderão ter até 600 pessoas

De acordo com o Governo do ES, cada espaço a receber eventos poderá ter uma ocupação de até 50% de sua capacidade máxima. No entanto, a quantidade de pessoas não pode ultrapassar o número de 600 pessoas.

Além disso, todas as regras sanitárias em vigor para prevenção contra o coronavírus, como uso de máscaras e de álcool 70%, devem ser mantidas.

Na regra vigente para essas atividades, a capacidade máxima permitida pelo governo estadual é de até 300 pessoas. Desde que seja mantido o distanciamento de cinco metros quadrados para cada pessoa.

Segundo o Governo do Estado, há uma regra para que o número de participantes do evento seja maior do que 300. Nesse caso, os participantes deverão apresentar um comprovante, mostrando que receberam pelo menos a primeira dose da vacina contra a Covid-19. Da mesma forma, o Governo também deu a opção de que os convidados apresentem um teste negativo para o coronavírus. Contudo, o teste necessita ter sido feito em até 48 horas antes do evento.

Entretenimento

A indústria do entretenimento foi o setor mais afetado pelas restrições, medidas sanitárias, e de segurança adotadas em consequência da pandemia. Afinal, a proibição de aglomerar foi um gole duro no setor que depende da presença do público.

Apesar das expectativas de retomada para o primeiro semestre desse ano, a segunda onda do Covid-19 trouxe uma realidade bem diferente, marcada pela repetição de incertezas vividas em 2020.

Felizmente, o significativo avanço nas vacinas deve desenhar um cenário melhor para o segundo semestre de 2021, com a retomada dos eventos. A previsão é que 2022 seja um ano “quase normal” para a indústria, lembrando que este será um ano de Eleição e Copa do Mundo o que contribui bastante para o crescimento do setor. Ainda assim, os números não devem ser os mesmo de 2019, quando a indústria do entretenimento no Brasil avançava de forma expressiva.

Mas, os eventos hídridos ainda vão continuar existindo, gerando novas oportunidades de negócio e de geração de receita. Da mesma forma, restaurantes e bares não devem abandonar o sistema de delivery.

Publicitário, acadêmico de Direito e redator do Portal de Notícias O Singular. Escrevo notícias de diversas categorias, como: Geral, Política, Fé e de utilidade pública.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Advertisement

SEJA UM AGENTE DA INFORMAÇÃO

[email protected]

 (27) 99257-7565

Participe do nosso site enviando sugestões de conteúdo, fatos e os acontecimentos registrados por você. Seja um agente da informação! Seja diferente, seja Singular!

Advertisement

MAIS LIDAS