Siga nossas Redes

GRANDE VITÓRIA

Guarda Civil de Vitória participa de Força-Tarefa da Polícia Federal

Publicado

em

DIVULGAÇÃO:PREFEITURA DE VITÓRIA

Pioneira no País, a Guarda Civil Municipal de Vitória (GCMV) agora participa de uma Força-Tarefa contra o crime organizado, junto à Polícia Federal (PF). A assinatura do Plano de Trabalho e do Instrumento de Termo de Cooperação-Técnica, aconteceu na manhã desta segunda-feira (20), na sede da PF, em São Torquato, Vila Velha.

Ao lado do superintendente da PF, Eugênio Ricas, estiveram presentes o prefeito de Vitória, Lorenzo Pazolini, o secretário municipal de Segurança Urbana, Ícaro Ruginski, o subsecretário de Segurança Urbana, Paolo Quintino, o vereador Leandro Piquet e agentes de Proteção Comunitária e da Ronda Ostensiva Municipal.

DIVULGAÇÃO:PREFEITURA DE VITÓRIA

“Precisamos integrar e compartilhar informações. Isso gerará número maior de prisões, apreensões de armas de fogo, de substâncias ilícitas, e as organizações criminais devem ser enfraquecidas. Isso reflete na vida das pessoas, gerando segurança na região de metropolitana”, afirmou o prefeito Lorenzo Pazolini.

“A meta é para dezembro iniciarmos esse trabalho. Aqui no Espírito Santo temos a Guarda de Vitória com efetivo experiente, cinturões eletrônicos de monitoramento, fatores que vão nos ajudar muito nesse trabalho”, disse o superintendente da Polícia Federal, Eugênio Ricas.

Força-Tarefa
Coordenada pela Polícia Federal, a Força-Tarefa terá presença de policiais federais que conhecem rotas de entrada de entorpecentes e armamentos no País, além de conhecerem organizações criminosas de estados como Paraná, São Paulo e Rio de Janeiro.

Serão 20 agentes de segurança de todas as forças. Cada órgão participante vai trabalhar integrado, compartilhando informações.

Além da PF e a Guarda de Vitória, vão participar a Polícia Civil, a Polícia Militar, a Guarda de Vila Velha e agentes do sistema prisional capixaba.

Em um imóvel especial para a realização da Força-Tarefa, haverá investigação sobre crimes praticados por organizações criminosas, em especial o tráfico de armas e drogas.

Além de prisão e apreensão, a descapitalização das organizações criminosas será o ponto máximo dessa desconstrução das organizações.

Publicitário, acadêmico de Direito e redator do Portal de Notícias O Singular. Escrevo notícias de diversas categorias, como: Geral, Política, Fé e de utilidade pública.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Advertisement

SEJA UM AGENTE DA INFORMAÇÃO

[email protected]

 (27) 99257-7565

Participe do nosso site enviando sugestões de conteúdo, fatos e os acontecimentos registrados por você. Seja um agente da informação! Seja diferente, seja Singular!

Advertisement

MAIS LIDAS