Siga nossas Redes

Por que o Ramadã importa aos cristãos?

Publicado

em

pedido de orações durante o ramadã

Saiba o que ocorre no mês sagrado de jejum e orações do islamismo, diariamente, até o dia 1º de maio

O Ramadã teve início no último sábado, 02 de abril, e se manterá até o dia 01 de maio. Esse é o mês do jejum islâmico. E isso significa que, todos os dias nesse período, a partir do nascer do sol, todos os muçulmanos devem cumprir com diversas restrições.

Nesse período, os seguidores de Alá do mundo todo devem se abster de comer, fumar, beber (até mesmo água) e ter relações sexuais. E se manter nessas regras do nascer até o pôr-do-sol. Crianças menores de 12 anos, mulheres grávidas ou que amamentam, pessoas debilitadas, idosas e enfermas ficam liberadas do jejum.

Mas, por que o Ramadã importa aos cristãos?

Porque muitos cristãos perseguidos vivem no contexto de países islâmicos, onde os muçulmanos são a maioria. Nesses locais, é comum enfrentarem a opressão islâmica como o principal tipo de perseguição. Para se ter uma ideia, dos 50 países do mundo onde os cristãos são mais perseguidos, 34 têm a opressão islâmica como tipo de perseguição.

Assim, o Ramadã afeta diretamente a Igreja Perseguida nos países de maioria muçulmana. Isso porque, nesse período, os muçulmanos se sentem mais unidos do que nunca em uma comunidade global. E esse sentimento dá espaço a um exclusivismo religioso, em que todos os que não praticam essa fé são vistos como infiéis. Assim, é inaceitável para radicais da maioria muçulmana de um país islâmico que não muçulmanos possam comer enquanto eles jejuam. Nesse contexto, em casos mais extremos, quem não segue o Islã é digno de algum tipo de punição.

Vamos orar

A Portas Abertas, organização que apoia mais de 360 milhões de cristãos perseguidos no mundo, em mais de 60 países, convida os brasileiros, livres de perseguição religiosa, a orar pelo cristão perseguido nestes países. Para isso foi criado o mapa de oração com pedidos em todos os dias durante o Ramadã, confira aqui

Orações públicas

Cinco vezes por dia, muçulmanos de todo o mundo se voltam para Meca, que consideram sagrada, para orar.

A Salá é a oração pública que cada muçulmano deve realizar diariamente, voltado para Meca. Há cinco salás diárias, que devem ser efetuadas em árabe, mesmo que o crente não conheça a língua. Porém, as súplicas podem ser feitas em outro idioma.

Essas orações são feitas em momentos do dia que não correspondem a horas, mas a etapas do curso do Sol:

Fajr: ao alvorecer;
Dhur (ou Zhur): ao meio-dia, depois do sol atingir o seu ponto máximo;
Asr (ou Alá-sari: entre o meio-dia e o pôr do sol;
Maghrib (ou Magarebe): logo após o pôr do sol;
Isha (ou Ichá): de noite, pelo menos uma hora e meia após o pôr do sol e antes da hora de fajr (não pode passar da meia noite).

Meca está localizada num vale desértico da Arábia Saudita ocidental. Ela é a principal cidade sagrada do Islão, local de nascimento do profeta Maomé. Apenas os muçulmanos podem entrar na cidade e milhões de pessoas chegam para a Hajj (peregrinação) anual, obrigação para todo o muçulmano que tem condições financeiras e físicas de empreender a viagem

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Advertisement

SEJA UM AGENTE DA INFORMAÇÃO

[email protected]

 (27) 99257-7565

Participe do nosso site enviando sugestões de conteúdo, fatos e os acontecimentos registrados por você. Seja um agente da informação! Seja diferente, seja Singular!

Advertisement

MAIS LIDAS