Siga nossas Redes
'
');

GRANDE VITÓRIA

Rodoviários decidem suspender paralisação após reunião na Ales

Publicado

em

Os rodoviários, desistiram da nova paralisação, anunciada pela diretoria do Sindicato, para a próxima segunda-feira (13). A nova paralisação, de 100% da frota de ônibus, não mais ocorrerá devido a um compromisso assumido pelo Presidente do legislativo estadual, Erick Musso.

O anúncio da suspensão da paralisação foi realizado através de um vídeo nas redes sociais pelos representantes da classe dos rodoviários da capital.

Reprodução.

O sindicato havia anunciado a nova paralização diante de uma fala do Secretario Fabio Damasceno no dia de hoje (10). Confira:

“Decidimos parar o transporte coletivo de domingo para segunda. Vamos parar a frota em 100%, devido a fala do secretário Fábio Damasceno (…) Está confirmada a paralisação de 100%. A população já está avisada, fique em casa, porque não vai ter ônibus”, disse o presidente do Sindicato dos Motoristas, Marcos Alexandre da Silva, o Marquinhos Jiló.

A decisão tinha sido tomada, após uma fala do Secretário, Fábio Damasceno, dizendo que os cobradores não retornariam. O secretário, em uma entrevista a Pan News, disse ainda que a greve “é ilegal, abusiva e irresponsável”.

Diante da preucupação, o Sindicato dos Rodoviários, decidiu então, acionar o presidente da Assembleia Legislativa do Espírito Santo, o deputado Erick Musso, na busca de um diálogo para possível intermediação junto ao governo estadual.

 O presidente se reuniu por duas vezes, nesta sexta-feira (10), com a diretoria da entidade, na tentativa de intermediar um caminho de diálogo e solução para evitar a paralisação da categoria, que foi anunciada para a madrugada da próxima segunda-feira (13). 

Depois de duas reuniões realizadas na presidência da Assembleia Legislativa, a paralisação de ônibus prevista para a madrugada da próxima segunda (13) foi suspensa temporariamente pelo sindicato.

A princípio, Musso se comprometeu em levar as demandas da categoria para apreciação dos demais deputados na próxima semana.

Além disso, o legislativo vai tentar intermediar uma conversa com o governador Renato Casagrande.

Os rodoviários pedem o retorno dos cerca de três mil cobradores que foram afastados de suas funções durante a pandemia da Covid-19

O presidente ainda ressaltou apoio à categoria, pela não demissão dos cobradores, entendendo que o governador Renato Casagrande e o secretário de Estado de Mobilidade e Infraestrutura, Fábio Damasceno, vieram a público, em 2020, afirmar que nenhum posto de cobrador seria eliminado durante a pandemia ou após esse período. E, em entrevista nesta sexta, Damasceno afirmou que, mesmo com os protestos e reivindicações, os cobradores não voltarão mais para suas funções neste ano.

Segundo o  presidente do parlamento estadual, “a população não pode ficar prejudicada, sem transporte público”, mas considera justos os pleitos da categoria.

Publicitário, acadêmico de Direito e redator do Portal de Notícias O Singular. Escrevo notícias de diversas categorias, como: Geral, Política, Fé e de utilidade pública.

Continue Lendo
Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement

SEJA UM AGENTE DA INFORMAÇÃO

portalden[email protected]

 (27) 99257-7565

Participe do nosso site enviando sugestões de conteúdo, fatos e os acontecimentos registrados por você. Seja um agente da informação! Seja diferente, seja Singular!

Advertisement

MAIS LIDAS